quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Foi apenas nos teus braços que eu me senti segura.

Em meio a distância, a vontade de te ver foi maior. Então corri e no caminho eu rezava, pois nunca havia pedido nada e no momento eu só queria você.

A brisa quente de verão batia no meu rosto e esvoaçava os meus cabelos. Por um instante o vento me dizia que você já tinha partido.
 As lágrimas escoriam, as pernas cançavam, as pessoas se aglomeravam na minha frente. Então parei, foi quando vi seu rosto e por um instante eu sorri. Gritei seu nome. Voltei a correr, dessa vez mais de pressa. Quando me dei conta, estava envolvida nos teus braços. Por alguns instantes, segura. Senti que o mundo havia parado.
Logo em seguida o beijo doce e apaixonado. Depois as desculpas, o perdão. e tudo voltou a ser como era.

                                               Marcela Alves

2 comentários:

PorUmDiaEscritora disse...

Que o "e tudo voltou a ser como era" chegue a mim um dia :)

Gostei*

Kim Sousa disse...

Marcela, vc escreve bem minha linda...odeio quando o tempo passa e leva td embora...é meio chato...

É, minha história é meio triste, mas td bem...um dia passa mesmo...ahah

te adoro e essa banda é boa demais...ahh