quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O Encontro

Era fim de tarde. Eu havia saído da aula e resolvi dar uma volta, ver o por do sol na beira da praia. Já fazia algumas semanas que não tínhamos um dia de sol, apenas chuva, nuvens negras rondavam a cidade. Hoje haviam dado uma trégua, o sol resolveu secar as poças.

Eu fui alegremente caminhando, parei no meio fio para esperar o carro passar. Ele estava do outro lado, saiu do carro que estava no estacionamento tranquilamente, fechou a porta e disparou o alarme, quando me dei conta ele estava olhando para mim. Imaginei que o carro já havia passado e atravessei sem olhar para os lados.
Nesse momento os nossos olhos se encontraram, calmamente, a leve brisa fria de inverno esvoaçava os seus cabelos ondulados cor de bronze, imaginei se existia alguém tão perfeito. Seu rosto era moldado, tão perfeitamente belo. Seus olhos castanhos bem claros, quase cor de mel.
Quando percebi que estava na outra calçada, resolvi olhar para traz e ver se ele ainda me olhava. Claro que não, era perfeito de mais.
Continuei a minha jornada, olhei o por do sol e logo fui para casa. Era só mais um cara que eu nunca ia conhecer. Tenho que confessar era perfeito de mais para ser real.

Continua...

2 comentários:

Thiara Ribeiro disse...

Uma hora, vc encontra seu cara perfeito! ^^

;**

kellymendes' disse...

é so esperar!