quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Deitou-se no sofá, e ali permaneceu por longos minutos. Olhando para TV, ouviu todos os noticiarios, propagandas e cenas. Paralizou seus movimentos e apenas sentiu seu coração triste e confuso bater. Suas batidas pareciam mais com soluços de um longo choro.
A chuva torrencial insistia em cair do lado de fora. Levantou-se de vagar e olhou pela janela.

“Que tivesse passado por despercebido, que tivesse sido apenas um nome, apenas uma converssa qualquer e não um momento intenso, caloroso e provocante. Que tivesse acabado ali e não continuado dentro de mim. Que tivesse sido um adeus e não até breve”

E ali ela permaneceu por dias à espera de seu amado, mas foi em vão...



Marcela Alves

4 comentários:

♪ Nαdine. disse...

"Que tivesse acabado ali e não continuado dentro de mim. Que tivesse sido um adeus e não até breve." Que lindo! *-*

Sei bem o que é isso, e como é em vão essas esperas ;~

Abrraço forte
e Feliz Natal!

Lilly M. disse...

Quee texto liindo.
*_*

Aproveitando,
Feliz Natal.
Beijo meu,
Lilly M.

Lilly M. disse...

Tem SELINHO's pra você lá no meu cantinho.
meninaapenas.blogspot.com
Vai lá buscar.
Beijo meu,
Lilly M.

Thais Allana disse...

texto maravilhoso
amei seu blog, estou seguindo
bjs e um feliz ano novo