sábado, 6 de agosto de 2011

Sobre os Amores que não Acontecem II


2 – O começo do Sentimento.




Passaram-se dois dias até o primeiro telefonema. Na tela do seu celular dizia André chamando, mas claro que Samantha jamais atenderia assim na primeira tentativa. Esperou ele tentar pela segunda vez e assim atendeu deixando tocar algumas vezes.
Um sorriso no belo rosto de Samantha foi se abrindo em quanto André dizia “– O que houve? Você sumiu. Aconteceu alguma coisa?”
Samantha ficou feliz por ver sua modesta preocupação.
Combinaram outro encontro, dessa vez à noite em um barzinho no centro movimentado.
Lá se foi muita conversa jogada fora e algumas cervejas. Passaram-se horas e enquanto se conheciam ainda mais algo de novo foi surgindo no coração de André, pois o de Samantha já havia algo desde o primeiro contato à quase dois anos a trás.
Ao terminar a noite, André levará Samantha para casa e ao deixá-la em seu prédio pedira um beijo. Ela mexendo em sua chave um pouco nervosa não pensou duas vezes e assim terminaram a noite.
Samantha deitará em sua cama com sua agenda para relatar a belíssima noite. André por outro lado dormirá sorrindo sem saber o que era aquele sentimento que procurava um espacinho em seu modesto coração.



- Marcela Alves

Um comentário:

. Nadine disse...

Quando sentimentos começam a nascer dentro da gente, a gente dorme e acorda sorrindo, sorrir pro nada e pra tudo. Ficou linda essa parte!
E continuo aqui esperando a próxima :) Beijo.