segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Aquela menina


Lá vai aquela moça de cabelos negros ao vento, passando pela praça, com seu caderninho de contos pessoais, os olhos sempre marejados e um sorriso nos lábios.
Quem a observa passar não imagina quantas derrotas estão acumuladas em seu pequeno coração.
Derrotas essas causadas por suas próprias atitudes ou pequenos golpes que a vida insiste em dar diariamente.

“Talvez ela procurasse a felicidade nos lugares errados ou talvez ela procurasse de mais.”

Dentro dela havia um coração frágil cheio de cicatrizes. Em uma mão carregava um punhado de esperanças, sem saber o que fazer com ela, colocava no bolso do seu Jeans velho todas as manhas. Sabia que um dia iria usa-la.
Ela sairá quase todas as noites que lhe restava para procurar essa tal parte que lhe faltava.

Marcela Alves

“Só sei que dentro de mim tem uma coisa pronta, esperando acontecer. O problema é que essa coisa talvez dependa de uma outra pessoa para começar a acontecer.”

Caio Fernando Abreu

Um comentário:

. Nadine disse...

Espero que essa moça encontre sua outra parte. Ninguém merece viver pela metade.

Adorei o texto Marcela, escreveu bem como um dia eu já me senti ;s

Beijos!