domingo, 20 de fevereiro de 2011

A maneira mais tragica do amor acabar


Ela acordava todos os dias como quem não queria viver. A tristeza se acumulava em seu peito e como as nuvens escuras, seus olhos pretros como breu ficavam marejados e não conseguiam conter a intensidade das lágimas.
Chorava como uma criança perdida todas as noites por falta do homem que fez seu coração borbulhar centenas de vezes quando á acordava aos beijos nos domingos de manhã. Chorava por ter vivido os melhores anos de sua vida e em poucos minutos ter acabado tudo por conta de um coração ruim que seu amado careguava ....



Marcela Alves

4 comentários:

Kim Sousa disse...

Oi Marcela, me impressionando como sempre... adorei o texto e sim, acho que morremos aos poucos juntos dos sentimentos... mas o chato é que tudo um dia acaba... querendo ou não...

Abração de saudades e até mais...^^

Sαbrinα Frehí disse...

Adorei o texto.
Fim é fim, sempre dolorido independente da forma como se dá.
Que a dor seja breve..

Beeijo.

Má Midlej disse...

Ele morreu? :o

Taiane Brito ;* disse...

Texto maravilhoso querida (:
É sempre ruim quando as coisas terminam, ainda mais desta forma.