quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Amor ou Paixão? (Parte VI)

No dia de seu noivado, estava tudo pronto na casa do Sebastian, Merry terminava de calçar sua sandália de tiras para juntar-se aos convidados. Luca foi ver se ela estava pronta.

Abrindo a porta avistou o celular de Merry em cima da cama, foi quando teve uma idéia. Luca não havia dormido direito na noite passa, pois pensava em um jeito de ajudar à amiga, disse que precisava fazer uma ligação e pediu o celular de Mery emprestado, saiu rápido Merry não teve nem tempo de perguntar para quem era a ligação.
Merry desceu as escadas com todos á olhando. Seu rosto com um belo sorriso aparentemente triste. Sebastian perguntou se Merry estava bem.
Respondendo meio sem jeito, Merry abaixou a cabeça fingindo que estava arrumando o vestido, respondeu:
- Sim, estou ótima, vai dar tudo certo.
Pegou na mão de Sebastian e saiu para cumprimentar os convidados. Depois de uma terrível seção de abraços e muitos desejos inúteis que talvez não seriam vividos. Sentou-se na mesa enquanto Sebastian conversava com alguns amigos.
Luca, despreocupada sentou junto da amiga olhou nos olhos de Merry e disse:
- Esse dia vai ser inesquecível. Você pode ter certeza. Só não se esqueça de me agradecer depois.
Luca saiu em seguida.
Merry meio que sem entender, pensou em alguns segundos no que poderia acontecer mais seus pensamentos foram interrompidos por Sebastian pedindo-a para subir no palco.
Os convidados estavam admirados com o discurso inútil de Sebastian. Senhoras nas mesas da frente comentavam que a garota estava muito triste, parecia não querer estar ali.
De repente no meio do jardim de Sebastian, surge um homem aparentemente desconhecido, gritando para que o soltem, disse que precisava falar com Merry.
Merry, toda feliz, não estava acreditando no estava vendo. Olhou para Luca e entendeu o que ela havida lhe dito mais tarde.
Sebastian perguntou o que estava acontecendo. O segurança sem jeito disse que o moço queria entrar sem convite. Com muita raiva por terem interrompido o seu “maravilhoso” discurso que havia escrito ou pegado na internet não se sabia. Disse com muita raiva:
- Tirem esse sujeito daqui.
Merry, descendo dois degraus Disse:
- Não! John, você veio.
John, soltando-se dos seguranças disse:
- Eu posso não ter todo o dinheiro do mundo, eu posso ter te deixado no passado. Mais agora estou aqui. Ajoelhando-se continuou.
- Estou de joelhos para te pedir perdão. Eu te amo, e sempre vou te amar. Você querendo ou não, você estando comigo ou não. E se você não estiver perto de mim, será mais doloroso de suportar, mas.
Agora ficando de pé, chegou mais perto de Merry. Todos ali ficaram sem entender nada, mas admiraram a coragem do moço.
John, olhando nos olhos de Merry, disse:
- O meu coração dilacerado ainda manterá as batidas cansadas por amar a você.
Olhando a sua volta, as senhoras pegavam lenços para secar as lágrimas, Luca muito feliz por ter conseguido o que havia planejado. Agora estava tudo nas mãos de Merry.
Merry sem saber o que dizer. Olhou para Sebastian e disse:
Desculpa-me, mas, ele é o amor da minha vida. Pegou na Mão de John e saiu com um belo sorriso estampado no rosto.

Fim...

Espero que tenham gostado! o que acharem? já da para escrever um livro? ahuahuuha

2 comentários:

Luciana ~~¤° disse...

Não cheguei a ler o início,massss gostei muito do final rs.
Emocionante.

Alguém... disse...

Adorei :D esta muito bom.

Beijinho *