quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Diario de um Homem Apaixonado I


Agosto de 2009


Acordei de um sono leve. Levantei-me de vagar, passei a mão nos meus cabelos ondulados e olhei-me no espelho.
Observei por alguns minutos aquele semblante esguio, pálido e frágil. Não parecia muito com o meu, estava magro de mais. Continuei a minha rotina matinal e logo em seguida lembrei-me de que era domingo, não havia trabalho.
O consolo foi à televisão e uma lata de cerveja.
As lembranças foram chegando aos poucos, primeiro um comercial com o nome dela. Logo lembrei do casamento feliz que durou apenas três lindos e longos anos.
O fim foi inesperado, lembrei-me. Havia chegado do trabalho, era terça feira. As malas estavam na porta, joguei as chaves na mesa e chamei-a pelo nome. Clarice.
Clarice estava com uma blusa verde claro e os sapatos pretos de salto, que havia ganhado no ultimo natal. Suas ultimas palavras foram claras e objetivas.
“-Voce não entende, não dá mais, para mim acabou todo o encanto.“
(foi por conta da briga do dia anterior. Ela estava infeliz com a rotina)
Os meus pensamentos foram interompidos por boby. Que mordia o urso descontroladamente que havia encontrado na caixa perto da porta com as coisas que clarice havia deixado.Pensei em jogar fora a caixa com as coisas que ela havia deixado, mais agora não sei, sempre penso que ela ira abrir a porta e dizer que não consegue viver sem mim, e que a gente pode fazer tudo diferente agora.



Ainda espero por Clarice.

4 comentários:

Lary *-* disse...

Lindo!!!
Da mesma forma que ele espera pela Clarice, eu espero pelo... (Não é necessário dizer o nome)
Acredito que quando amamos, não é o tempo nem distância que faz esse amor acabar.

Thiara Ribeiro disse...

Tão triste!
Pior que homem tbm sofre.
É. Eles não são tão sem coração como a gente imagina! ^^
Beijo, Marcela!

Que seja doce! disse...

Quee textoo Lindoo *-*
Um Xêruh Florr!! tenha um lindo diaa!!

Patrícia Vicensotti disse...

Nossa,que lindooooo,Ma...
*.*