segunda-feira, 12 de abril de 2010

- Naquele momento



Eu o abracei forte. As palavras não saíram de minha boca, ele disse que não me esqueceria, então, deu-me as costas e vi ele desaparecer no meio da multidão.

Horas depois naquela mesma noite, um momento único, as nossas mãos coladas, nossos dedos entrelaçados como se já estivessem acostumados. Você me olhava como quem dizia “eu te quero”.
Enquanto a gente caminhava para longe da multidão eu tentava pensar em algo para te dizer mais o meu pensamento estava confuso, uma confusão boa. Eu costumo dizer que eu só sentia mais não conseguia dizer.
Você falando sem parar, tentando amenizar a minha dor, e tenho que confessar que de certa forma você conseguiu.
Mais aquela noite acabou e eu ainda permaneço aqui, esperando algo me levar a você.



Marcela Alves

4 comentários:

disse...

''Mais aquela noite acabou e eu ainda permaneço aqui, esperando algo me levar a você.''

dai eu li e chorei, igual criança boba que perdeu a boneca..
que lindo, me tocou.

gabriela m. disse...

oii marcela
então, corrigi seu nome na lista, e como eu já tinha explicado a lista está em aberto.
você vai enviar pra Dica(Diana Couto). o link do blog dela está na lista do clarisse, se você quiser dar uma olhada.
beijo.

Luciana ~~¤° disse...

Lindo Marcela.

Thiara Ribeiro disse...

Odeio meus momentos de insanidade! ^^